WeCreativez WhatsApp Support
Seja Bem-vindo(a) ao Hospital Urológico de Brasília.
Agende sua consulta ou exame conosco ou tire suas dúvidas quanto ao nosso atendimento:

Bexiga Hiperativa, o que é e como tratar?

bexiga hiperativa

Se você preferir, ouça este artigo sobre a Bexiga Hiperativa no YouTube, é só dar “Play” no vídeo abaixo. Não esqueça de se inscrever e ativar o “sino” das notificações para se manter informado(a).

A bexiga hiperativa é um problema que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. A literatura médica estima que 16% das pessoas com mais de 40 anos têm bexiga hiperativa, que aumenta com a idade, pois faz parte da vida de 30% das pessoas com mais de 75 anos.

No homem, a doença está associada principalmente à hiperplasia benigna da próstata e à consequente obstrução do trato urinário. Embora não represente risco para a saúde, encontrar tratamentos para a bexiga hiperativa é essencial para restaurar a qualidade de vida do paciente.

Viver com a bexiga hiperativa pode causar grande desconforto no dia a dia. Com isso em mente, os tratamentos para a bexiga hiperativa têm como objetivo combater o problema e manter o sistema urinário do paciente funcionando adequadamente.

Para entender melhor como o problema é tratado, continue lendo e aprenda quais são os tratamentos mais recomendados, como funcionam e quando os problemas aparecem.

Então, o que é bexiga hiperativa?

De acordo com a International Continence Society, a síndrome da bexiga hiperativa é uma condição clínica caracterizada por disfunção do trato urinário inferior, que inclui sintomas de vontade de urinar, com ou sem incontinência, geralmente acompanhada por um aumento da frequência de micção e noctúria, quando não associada com fatores infecciosos.

Bexiga hiperativa ocorre quando o músculo detrusor que reveste a bexiga não relaxa o suficiente durante a fase de enchimento. Como resultado, a pressão interna na bexiga aumenta, o que aumenta a necessidade de urinar. O paciente com o problema precisa urinar, geralmente, mais de 8 vezes em um período de 24 horas.

bexiga hiperativa
Como tratar os problemas da bexiga hiperativa?

Os tratamentos para bexiga hiperativa são divididos em várias modalidades. A escolha do método mais adequado para cada paciente dependerá da intensidade dos sintomas e de quão severamente a condição afeta a sua qualidade de vida.

Terapia Comportamental

Considerada a primeira linha de tratamento, a terapia comportamental, como o nome sugere, busca corrigir os problemas comportamentais do paciente que podem levar ao distúrbio da Bexiga Hiperativa.

Em geral, há necessidade de fazer uma mudança na dieta – a eliminação de alimentos que podem estimular o mau funcionamento do músculo detrusor – combinada com exercícios para melhor controle da urina. Nesse caso, exercícios para fortalecer os músculos do assoalho pélvico são os mais recomendados. A terapia é uma forma recomendada de tratamento para doenças leves.

Tratamento médico

O tratamento médico consiste na utilização de anticolinérgicos, que reduzem as contrações do músculo detrusor e consequentemente a urgência de urinar. Em muitos casos, esse tratamento é combinado com terapia comportamental.

Se o paciente não responder de forma satisfatória, o médico pode instruir a aplicação da toxina botulínica tipo A diretamente no músculo detrusor. A substância é capaz de aumentar o desejo de esvaziar a bexiga e reduzir a necessidade frequente de urinar. O tratamento medicamentoso é indicado em pacientes com doença leve a moderada.

Marca-passo neural

O implante de marcapasso neural é um tratamento cirúrgico que envolve o implante do dispositivo na bexiga do paciente. Usando impulsos elétricos suaves, o marca-passo atua sobre os nervos sacrais, que são responsáveis ​​pelo controle da bexiga e dos músculos relacionados à função urinária.

Quando o cérebro e os nervos sacrais não se comunicam corretamente, os nervos não podem dizer à bexiga para funcionar corretamente. Dessa forma, o dispositivo permite que eles se comuniquem diretamente com o cérebro e garantam que o sistema urinário esteja funcionando corretamente. Para a realização do procedimento, é feita uma pequena incisão no tecido subcutâneo da parede abdominal anterior para a colocação do marca-passo. Aisom, o dispositivo pode ser programado por um dispositivo externo e um imã semelhante a um marca-passo.

Esta é uma técnica avançada e com indicações específicas: É um dos tratamentos recomendados para pacientes com bexiga hiperativa com problemas nos nervos e em alguns casos com lesão do esfíncter.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Comente neste artigo que será um prazer lhe ajudar!


Entre em contato conosco para agendar uma avaliação


Se preferir Agende por Telefone ou Whatsapp. É só clicar no link e ligar ou nos mandar mensagem!

Telefone: +55(61)3345-9300
Whatsapp: +55(61)99947-7815